O que visitar no Azerbaijão

O Azerbaijão reúne imensos motivos para escolher este país como o seu próximo destino turístico.

Repleto de reservas naturais, poderá conhecer uma natureza impossível de conhecer noutro lugar do mundo, assim como, poderá deslumbrar-se (constantemente) com a paisagem magnífica que se situa entre a Europa e a Ásia, uma vez que tem a maior cordilheira montanhosa do Cáucaso do Sul.

Top 10 – Locais a não perder no Azerbaijão:

  1. Cidade antiga de Baku
  2. Templo do Fogo de Ateshgah
  3. Montanha do Fogo de Yanar Dag
  4. Parque Nacional de Absheron
  5. Gravuras de arte rupestre no Parque Nacional de Gobustan
  6. Vulcões da Lama de Gobustan
  7. Complexo arqueológico do Labirinto de Fazil
  8. Aldeia de Lahic
  9. Cidade de Sheki
  10. Mar Cáspio
Ver ainda »

O que visitar no Azerbaijão:

BAKU AZERBAIJÃO
BAKU AZERBAIJÃO

Começando pelas cidades, obrigatoriamente deverá ir à capital do Azerbaijão, Baku. É a cidade mais cosmopolita deste país, onde poderá visitar a Torre Nova com uma panorâmica única em toda a cidade.

Visite também o Palácio dos Shirvanshahs, o maior monumento Shirvan-Absheron, o qual é composto por um complexo que inclui o edifício principal (Divanhane), o cemitério (Burial Vault), a Mesquita de Shah e o seu minarete e o Mausoléu de Seyid Yahya Bakuvi.

Não deixe de visitar os museus Azerbeijan Carpet Museum, explorando a incrível arte da tapeçaria, com obras magníficas; o Museu de Arte Moderna de Baku, onde encontrará imensas obras de arte contemporâneas expostas; ou então o Museu da Arte Nacional e o Museu dos Livros Miniatura.

O Parque Nacional de Absheron é um parque no centro da cidade que também merece uma visita obrigatória.

Se for possível, tente assistir a um casamento, pois irá ser uma memória inesquecível da sua viagem.

Viaje também para outras cidades como Ganja, a qual conta imensa história, Lankaran, situada ao Sul, perto da fronteira iraniana; Naftalan, a cidade conhecida pelas suas termas e pelos banhos de óleo de petróleo; Sheki, das mais belas cidades localizada nas montanhas do Cáucaso, com florestas ao pé inacreditáveis, e Khachmaz, o destino turístico para quem quer fazer Turismo Balnear, uma vez que conta com belíssimas praias acompanhadas por belíssimas florestas.

Khinalug é uma aldeia na montanha, um pouco isolada, mas que também merece a sua visita, tal como os vulcões de lama espalhados por todo o país, sendo o local no mundo onde mais existe este fenómeno.

Conheça as reservas naturais (que são imensas pelo país a fora), onde irá ficar encantado com a diversidade natural aqui existente (tanto ao nível da flora como ao nível da fauna).

Sumgayit, é uma cidade pouco interessante uma vez que é de cariz industrial, no entanto é aqui que encontramos os lagos Mazasir e Ceyranbatan, conhecidos como os lagos de sal, muito ricos em minerais, e bastante atractivos devido à sua cor, próxima ao vermelho terracota.

Vídeo do mausoléu de Yaddi Gunbas

Vídeo do mausoléu de Yaddi Gunbas no Azerbaijão

A poucas horas de Baku, chegamos a Sheki, uma vila localizada no meio das florestas, especial e perfeita para passar alguns momentos em plena natureza e fazer bastantes actividades nela, como caminhadas, observação de aves e plantas, trekking, entre outros.

A maior comunidade judaica concentra-se em Quba, também a poucas horas da capital, onde irá sentir-se em plena Idade Média.

Um ponto turístico interessante é o Templo de Fogo de Ateshgah e a Montanha do Fogo de Prometeu, um dos templos sagrados do Zoroastrismo e do Hinduísmo.

TEMPLO DO FOGO AZERBAIJAO
TEMPLO DO FOGO AZERBAIJAO

O Azerbaijão é um país muito pouco procurado pelas agências de viagens, o que tem um lado bastante positivo, pois se é daqueles turistas que precisa de descansar e estar perante a uma paisagem e uma cultura única no mundo, sem grandes multidões e muitos turistas, acredite que esta é a sua melhor escolha. Tudo o que existe aqui é para qualquer um ficar boquiaberto.

Património Mundial da UNESCO no Azerbaijão:

  1. Cidade Fortificada de Baku: este é o núcleo histórico da cidade azeri de Baku. Os dois monumentos seguintes, o palácio e a torre, estão inseridos nesta inscrição UNESCO.
  2. Palácio dos Shirvanshahs: é o maior monumento de arquitectura estilo Shirvan-Absheron do país, e fica situado na cidade antiga de Baku.
  3. Torre da Donzela: esta é uma torre do século XII de origem persa da época sassânida situada na cidade velha de Baku.

Roteiro para Visitar o Azerbaijão:

Roteiro para Visitar o Azerbaijão

Roteiro para Visitar o Azerbaijão

Nesta página tem informação acerca de uma série de destinos de viagem no Azerbaijão. Poderá assim ter uma noção melhor do que visitar no país.

Lista de destinos do nosso roteiro

Final da Viagem

De Ganja pode regressar a Baku e apanhar o seu voo para a sua próxima paragem. Contudo, se o seu destino seguinte é a Geórgia, poderá seguir para Tbilisi directamente de Ganja.

O que Ficou por Ver:

Poucos dias não são suficientes para conhecer o país. Aqui fica uma lista de possibilidades com que poderá jogar se quiser desenhar um plano algo diferente, locais que não foram incluídos no roteiro apresentado apenas porque não é possível ver todos eles num espaço de tempo reduzido.

Gabala

Gabala localiza-se a uns 240 km a nordeste de Baku, não muito longe de Mingechevir.

Esta cidade antiga foi fundada há mais de dois mil anos, sendo a mais antiga urbe do Azerbaijão, e durante seiscentos anos foi a capital da Albânia Caucasiana.

Apesar das sucessivas invasões e respectiva devastação os traços do glorioso passado são ainda visíveis em Gabala.

A moderna Gabala fica a uns 15 km das ruínas antigas e poderá considerar parar aqui uma noite, se tiver tempo, quando for a caminho de Sheki.

Lankaran

Lankaran fica no sudeste do Azerbaijão, próximo da fronteira com o Irão e se é para este país que se dirige a seguir ou se de lá vem, deverá ali parar. A cidade é considerada um paraíso subtropical e tem um descontraído ambiente de resort.

Hoje em dia Lankaram combina a sua rica história com as praias maravilhosas que a rodeiam. Destaque para o castelo do século XVIII, localizado no seu centro histórico,  para a mesquita do Bazar de Kichik e para a casa apalaçada de Mirakhmad khan, construída em 1913.

Se puder visite Khanege, a uns 100 km de Lankaran, onde encontrará um dos mais belos castelos medievais que irá ver, assim como o túmulo de Pir Hussein, uma mesquita e outros edifícios históricos.

Mingechevir

Localizada à beira de uma ampla albufeira, Mingechevir tem uma bela praia de água doce, mas o seu principal atractivo é o complexo arqueológico. Os vestígios mais antigos por ali encontrados remontam a cerca de 2.000 a.C. mas existem estruturas mais recentes, até ao século XVII, nomeadamente necrópoles e templos cristãos.

Toda a área é extremamente rica sob o ponto de vista arqueológico, existindo diversos sectores demarcados em ambas as margens do rio Kura.

Nabran

Nabran localiza-se nas margens do mar Cáspio, uns 200 km a norte de Baku, tendo sido fundada em 1900 por colonos russos. É hoje uma cidade balnear, rodeada de bonitas florestas, sendo um refúgio ideal para os meses quentes de Verão.

Nakhichevan

Localizada junto à fronteira com o Irão, é a mais antiga cidade do Azerbaijão, tendo sido fundada no século VI a.C. durante a era da Albânia Caucasiana. No século XI foi capital do Estado Seljuk e nos séculos que se seguiram foi o centro do Estado Ildigizid. Anexada em 1828, foi depois integrada no Azerbaijão e consequentemente na União Soviética.

Existem uma série de monumentos medievais em Nakhichevan como o Mausoléu de Yusuf Bin Kuseyir (séc. XII).   

Shamakhi

Shamakhi fica a 120 km a oeste de Baku, a caminho de Sheki. Tem uma longa história, iniciada no século V a.C. e entre os séculos IV e XVI foi capital do Império Shirvan. Em meados do século XVIII era o centro do Khanato de Shamakhi.

Hoje, é conhecida pelos seus vinhos e tapetes, mas os sinais do passado estão lá: a fortaleza de Gulistan, do século XI, o mausoléu de Addy-Gyumbez, a mesquita Djuma e diversas estruturas em ruínas datadas do século X ao século XVII.